Quais são as manutenções que devem ser feitas pelo locatário? Quando você aluga um imóvel, seja um apartamento aconchegante ou uma casa espaçosa, é importante entender quais responsabilidades de manutenção.

Afinal, ninguém quer ser pego de surpresa com reparos inesperados ou disputas com o proprietário sobre quem deve pagar o quê.


Responsabilidades de manutenção do locatário no aluguel.
Foto de Adobe Stock

Este guia detalhado esclarece quais manutenções o locatário deve fazer e como você pode navegar por essas obrigações para manter seu lar em perfeito estado.

Quais são as manutenções que devem ser feitas pelo locatário?

1. Manutenções leves e rotineiras

A regra de ouro é que pequenas manutenções e reparos decorrentes do uso diário do imóvel ficam a cargo do locatário. Isso inclui:

  • Troca de lâmpadas: Manter a iluminação em dia é essencial para o conforto e segurança;
  • Desentupimento de pias e ralos: Resíduos e pequenos objetos podem causar obstruções que são relativamente simples de resolver;
  • Troca de filtros do ar-condicionado: Para garantir a eficiência e a qualidade do ar, deve-se limpar ou substituir os filtros regularmente;
  • Reparos em fechaduras: O desgaste natural pode exigir ajustes ou substituições para manter a segurança.

2. Manutenção de eletrodomésticos

Se o imóvel estiver equipado com eletrodomésticos, o locatário geralmente é responsável por sua manutenção básica.

Desse modo, isso pode incluir limpar o filtro da máquina de lavar, descalcificar a máquina de café e trocar peças de pequeno valor.

No entanto, se um aparelho parar de funcionar devido a desgaste natural ou defeitos anteriores, a responsabilidade pode ser do proprietário.

3. Cuidados com jardins e áreas externas

Quando o aluguel inclui um espaço externo, como um jardim ou quintal, cabe ao locatário mantê-lo limpo e arrumado.

Cortar a grama, remover ervas daninhas e manter as plantas saudáveis são tarefas comuns.

Porém, reparos significativos ou manutenção de estruturas exteriores podem não ser sua responsabilidade.

4. Pintura e pequenos reparos estéticos

Seguindo a lista de manutenções que devem ser feitas pelo locatário, precisamos falar sobre a pintura. Afinal, manter a aparência do imóvel é uma responsabilidade compartilhada.

O locatário normalmente espera realizar pequenos toques na pintura e consertos de pequenos danos, como buracos de prego ou arranhões em superfícies.

Contudo, o proprietário negocia uma renovação completa da pintura ou reparos de danos significativos.

5. Manutenções preventivas

Algumas ações preventivas podem evitar problemas maiores e, muitas vezes, são responsabilidade do locatário. Isso inclui:

  • Verificação de vazamentos: Identificar e comunicar rapidamente pequenos vazamentos pode prevenir danos maiores;
  • Manutenção de aquecedores de água: Técnicos fazem limpeza e ajustes simples, o que garante o funcionamento adequado;
  • Limpeza de chaminés e dutos: Quem utiliza essas estruturas deve mantê-las limpas para evitar incêndios.

Quando chamar o proprietário?

É crucial entender que problemas estruturais ou falhas no sistema elétrico, hidráulico e de gás são, em geral, responsabilidade do proprietário. Isso inclui:

  • Reparos no telhado: Vazamentos ou danos causados por condições climáticas adversas;
  • Problemas elétricos significativos: Falhas que afetam a segurança ou o funcionamento do imóvel;
  • Falhas no sistema de aquecimento ou refrigeração central: Quando o problema ultrapassa a simples troca de filtros.

Desse modo, sempre que um problema surgir, é importante comunicá-lo ao proprietário ou à imobiliária responsável o mais rápido possível.

Documente você o problema com fotos e forneça uma descrição clara, pois isso não só acelera o processo de reparo, mas também assegura que você não é o responsável por danos que estão além do seu controle.

Quais manutenções não são responsabilidades do proprietário do imóvel?

As responsabilidades de manutenção em um imóvel alugado podem variar dependendo da legislação local e dos termos específicos do contrato de aluguel.

No entanto, de maneira geral, certas manutenções não são tipicamente responsabilidade do proprietário do imóvel, mas sim do locatário.

Aqui estão alguns exemplos de manutenções que geralmente caem sobre o locatário:

  • Manutenções leves e reparos diários: Isso inclui trocar lâmpadas queimadas, reparar pequenos danos causados pelo uso cotidiano, e desentupir pias e ralos;
  • Limpeza geral: A limpeza regular do imóvel, incluindo a manutenção de jardins e áreas externas (se houver), geralmente é responsabilidade do locatário;
  • Danos causados pelo locatário: Quaisquer danos causados ao imóvel devido à negligência ou mau uso por parte do locatário ou seus convidados são de responsabilidade do locatário;
  • Manutenção de eletrodomésticos fornecidos pelo locatário: Se o locatário trouxer seus próprios eletrodomésticos, a manutenção desses itens é de sua responsabilidade;
  • Pequenos reparos estéticos: Isso pode incluir pintar paredes (se permitido pelo contrato) ou preencher buracos de pregos após remover quadros.

É importante notar que, embora estas sejam normas comuns, a responsabilidade exata pode variar.

Sempre é aconselhável consultar o contrato de aluguel específico e verificar a legislação local para entender completamente suas obrigações como locatário.

Em caso de dúvida, a comunicação aberta com o proprietário pode ajudar a esclarecer quais manutenções ficam a cargo de cada parte.

Dicas para evitar desentendimentos

Morar de aluguel exige atenção a certos detalhes importantes para evitar mal-entendidos e garantir uma estadia tranquila.

Primeiramente, é fundamental ler atentamente o contrato de aluguel, pois esse documento é a base de sua relação com o imóvel e o proprietário, detalhando suas obrigações e direitos.

Conhecê-lo profundamente pode prevenir surpresas desagradáveis e ajudar a entender exatamente quais manutenções são de sua responsabilidade.

Além disso, manter uma comunicação clara e efetiva com o proprietário é chave para facilitar negociações e agilizar reparos necessários.

Um bom relacionamento pode ser a diferença entre uma resolução rápida de problemas e disputas prolongadas.

Por fim, documentar todas as interações, consertos e manutenções relativas ao imóvel é essencial.

Guardar registros e recibos pode ser útil para comprovar a realização de reparos ou para esclarecer dúvidas futuras sobre responsabilidades. Seguindo essas diretrizes, você pode assegurar uma experiência de aluguel positiva e sem complicações.

Ao ler as dicas da InMediam sobre as manutenções que devem ser feitas pelo locatário, também fica mais fácil se organizar no dia a dia no seu lar.

Conclusão

Morar de aluguel vem com sua cota de responsabilidades, mas entender claramente o que é esperado de você como locatário pode evitar muitos problemas.

Ao cuidar bem do imóvel e manter uma comunicação aberta e honesta com o proprietário, você pode garantir que sua casa alugada seja um lar doce lar durante todo o período de locação.

Dúvidas sobre quais manutenções que devem ser feitas pelo locatário? Deixe abaixo nos comentários!

Categories:

No responses yet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *