Fuja da propaganda enganosa na hora de anunciar um imóvel: cumpra o prometido!

A propaganda é a alma do negócio, certo? Ao anunciar imóveis, essa é uma das frases que representa muito bem a importância de se ter uma divulgação que se preze. Por isso, muitos corretores podem acabar exagerando um pouco no anúncio.

O grande problema é que esse tipo de prática é considerada como uma propaganda enganosa, podendo assim causar sérios prejuízos para a imobiliária. Para saber como fugir dessas propagandas e como anunciar um imóvel seguindo boas práticas, continue lendo!

Anúncio de Imóvel
Foto de Pexels.com

Anunciar imóveis com propagandas enganosas

Apesar do trabalho de um corretor de imóveis ser cheio de oportunidades e vantagens, também é repleto de riscos. Porém, a boa notícia é que eles podem ser evitados, basta seguir de forma correta as práticas da área.

Aliás, vale notar que o serviço que esse profissional presta é de grande relevância econômica e social. A sua função é cuidar de assuntos que, na maioria das vezes, tratam-se dos sonhos de pessoas, como o de comprar a casa própria e o de constituir renda para a aposentadoria.

Contudo, o mais importante é ficar atento para fugir das famosas propagandas enganosas. É normal que muitos corretores na ânsia de vender ou alugar um imóvel acabem omitindo um pouco na descrição das características do imóvel.

Mas, não só isso, há também aqueles que enganam os consumidores com um jeito mais facilitado para comprar ou alugar, quanto a análise de crédito, etc. São muitos os pontos que podem ser alterados para tornar a propaganda mais atraente aos clientes.

O grande problema é que essa prática não só prejudica o cliente como também a imobiliária, pois vai contra o Código de Ética dos Corretores. Além de ser considerado um crime passível de punição, podendo pegar até 1 ano de prisão e ainda pagar multa.

A importância de cumprir com o prometido ao anunciar imóveis

A responsabilidade do corretor de imóveis, assim como a de todos os outros, precisará ser analisada com base em suas obrigações contratuais, legais e éticas. De acordo com o art. 5º do Código de Ética, um corretor responde civilmente por seus atos que são danosos aos clientes devido a infrações éticas.

Por isso, para não violar os Códigos de Ética e não correr o risco de sofrer uma pena com esse tipo de propaganda, o ideal é ser 100% claro sobre o imóvel. Contar ao possível inquilino ou comprador todas as circunstâncias do negócio.

Também é preciso apresentar dados certos e nunca omitir detalhes que o depreciam. Ou seja, é preciso informar aos clientes todos os riscos e outras situações que possam comprometer o negócio.

Além disso, não vale aceitar qualquer transação que seja ilegal, injusta e imoral. Todas essas obrigações éticas estão em sintonia com as normas do Código Civil também.

Além de tudo isso, você verá que ao cumprir com o prometido, certamente a captação de imóveis também aumentará!

Dicas para anunciar imóveis

De modo geral, a função de um corretor de imóveis vai além do que apenas aproximar o comprador e vendedor. Isso porque, como dito acima, é seu dever e responsabilidade fornecer informações que estejam 100% corretas.

Para assim evitar negócios que possam ser anulados eventualmente por questões que já sabia serem ilegais, imorais ou injustas. Dessa forma, é preciso que os corretores tenham um cuidado a mais ao anunciar um imóvel para venda ou locação.

Segundo o CDC, são enganosas todas as propagandas que sejam parciais ou inteiramente falsas, que induzem o cliente ao erro. Além de tudo, o cliente ainda pode exigir aquilo que foi anunciado.

Para evitar esse problema, antes de anunciar qualquer imóvel, o corretor precisa ter uma declaração assinada pelo dono do imóvel, afirmando que todas as informações são verdadeiras.

Apesar de não afastar a responsabilidade do corretor perante o consumidor, caso haja uma condenação a indenizar, o corretor então pode cobrar o prejuízo do dono do imóvel que atestou as informações.

Para evitar esse tipo de erro, muitos corretores já têm adotado uma prática que é a elaboração do “termo de esclarecimento”. Nesse documento, todas as partes são informadas a respeito dos seguintes itens:

  • Negócio;
  • Imóvel;
  • Contratantes;
  • Contrato;
  • Inclusive alerta para possíveis riscos.

Veja algumas boas práticas ao anunciar um imóvel de forma correta!

1. Coloque o endereço completo

Não informar o endereço completo ou dados básicos de um imóvel ao anunciar pode fazer com que ele passe despercebido pelas pessoas. Desse modo, uma boa prática ao anunciar imóveis de forma adequada é inserir o endereço completo, incluindo o CEP e outras informações do local.

Além de tornar o anúncio mais completo, também é uma forma de demonstrar transparência em sua negociação. Aliás, a transparência é um ótimo diferencial em relação aos outros corretores que não divulgam o endereço do imóvel.

É bem provável que o consumidor opte por um imóvel cuja descrição esteja mais completa para conferir se atende a todas as suas necessidades e expectativas. Também evita que ambos percam tempo com um negócio que não irá adiante.

2. Para anunciar imóveis, inclua um mapa da vizinhança

Outro fator que pode ser um grande diferencial é a infraestrutura aos arredores de um imóvel. Para um certo perfil de cliente, essas informações podem ser um ponto determinante para querer fechar negócio.

Vizinhaça
Foto de Pexels.com

Em seu anúncio, informe se o imóvel fica próximo das seguintes facilidades:

  • Escolas;
  • Hospitais;
  • Lojas;
  • Shoppings;
  • Supermercados;
  • Pontos de ônibus;
  • Estações de metrô;
  • Avenidas ou bairros famosos;
  • Entre outros.

Mas nunca minta sobre algumas dessas facilidades! Para ficar mais prático, você pode incluir no anúncio um mapa da região. Tudo isso irá facilitar e muito na hora de escolher um imóvel, bem como um bairro para morar.

3. Faça uma descrição completa e objetiva

Já mencionamos sobre a importância de fazer uma descrição do imóvel que seja clara e completa. Mas, vale ressaltar essa importância, para que o seu anúncio seja atrativo e valorize as características do imóvel.

Por outro lado, é preciso ter cuidado para não cometer erros ou exagerar. Uma dica é não fazer uma descrição muito grande, tendo em vista que torna a leitura mais cansativa e longa.

Fornecer informações completas é crucial, mas seja claro e objetivo. Evite também a redundância em sua divulgação, pois pode transparecer que não há muito o que falar sobre o imóvel, então, evite repetir as mesmas características.

E lembre-se de informar todos os detalhes a respeito do imóvel, se for um condomínio, informe o número de vagas na garagem, quais são os itens da área de lazer e procure saber se o prédio fornece segurança 24 horas, salões de festas, restaurantes, entre outros.

4. Inclua fotos ao anunciar imóveis

As fotos são o ponto de destaque do anúncio e é preciso tirar um tempo apenas para essa parte. A qualidade das imagens e o ângulo usado pode deixar o imóvel em seu anúncio mal apresentado ou então valorizado.

As imagens são o primeiro contato que o cliente tem com o imóvel, por isso é preciso investir em imagens de qualidade e que chamam a atenção. Câmeras de alta resolução são ótimas para captar todos os detalhes do imóvel.

Alguns celulares novos já têm a opção de tirar fotos 360°, assim você poderá tirar uma foto do ambiente todo para que o comprador tenha uma visão mais ampla. Vale notar que, antes de tirar as fotos, certifique-se de que o local esteja limpo e com boa iluminação.

5. Aposte em vídeos

Os vídeos são um grande complemento às fotos, pois o cliente poderá ter uma visão melhor sobre os detalhes do ambiente. Aqui também valem as mesmas dicas de fotos; basta investir em imagens de boa qualidade e organizar o ambiente.

Fique atento para não filmar com ruídos ou barulhos que possam atrapalhar o som. Também vale editar o filme com uma trilha sonora adequada, para tornar a experiência mais imersiva.

6. Informe valores

Ao contrário do que a maioria dos corretores imaginam, um cliente ficaria mais propenso a buscar por anúncios com valores do que ter que entrar em contato com a imobiliária para poder ser informado sobre eles.

Afinal, a praticidade é tudo hoje em dia, ainda mais quando a pessoa quer resolver os seus problemas de forma mais rápida. Além disso, ocultar o preço pode passar a sensação de que o imóvel seja muito caro.

Por isso, o preço do imóvel precisa ser informado, até mesmo por causa da transferência. Vale lembrar que o valor do imóvel não é apenas relacionado ao aluguel ou venda, mas por todos os custos adicionais, o que inclui as taxas, condomínio, IPTU etc.

7. Inclua a planta no seu anúncio

Por fim, outra dica importante para deixar o seu anúncio mais transparente e obter sucesso é incluir a planta para ilustrar melhor sua descrição! A planta é um desenho que mostra toda a estrutura interior e exterior de uma construção.

Assim fica mais fácil de apresentar o imóvel para o cliente em todos os detalhes, já que ele poderá ter uma visão mais ampla sobre o tamanho dos cômodos. Além de poder visualizar a disposição de todas as áreas dentro do terreno, entre outras especificações, tais como:

  • Interruptores;
  • Tubulações;
  • Luminárias;
  • Acessos;
  • Garagens;
  • Etc.

Você pode disponibilizar a planta através de fotos, por um arquivo PDF que deve estar no anúncio para download.

Conclusão

Enfim, agora você já sabe qual a importância de ser claro e transparente ao anunciar imóveis, não é mesmo? Omitir qualquer informação ou acrescentar é considerado propaganda enganosa e pode causar sérios prejuízos.

Portanto, fique longe dela e seja sempre honesto, assim você não terá qualquer tipo de problema. E caso tenha gostado desse conteúdo, então compartilhe com os seus amigos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.