Como proteger o seu imóvel e alugar com segurança?

5 dicas para proteger o seu imóvel e alugar com segurança

Alugar um imóvel é uma fonte de renda importante para milhares de brasileiros. Mas como proteger o seu imóvel e fazer um negócio tranquilo e sem dores de cabeça? Pensando em como tornar a negociação mais segura, para que você não perca o investimento realizado, separamos 5 importantes dicas para que ao alugar uma casa, apartamento ou sala comercial você saiba como proteger o seu imóvel e alugar com segurança.

 

1 – Vistoria

Antes de disponibilizar o seu imóvel, faça uma vistoria minuciosa e documente. A lei do inquilinato (Lei Federal nº 8.245 de 1991) estabelece que o local deve estar em boas condições, por isso, evite dores de cabeça e verifique se não há problemas com o local.

Um imóvel em bom estado pode até acelerar o processo de aluguel, causando boas impressões aos locatários. Se tiver alguma infiltração, goteira ou for um móvel já velhinho, você pode realizar o reparo e diluir o investimento feito no valor do aluguel.

Lembre-se de registrar com imagens e produzir um memorial descritivo com o que tem naquele imóvel para que seja usado no contrato. Foque no estado de conservação de pisos, pias, janelas e espelhos; funcionamento das instalações elétricas e da estrutura hidráulica e os moveis presentes no imóvel.

2 – Contrato

Depois que imóvel estiver pronto para alugar, chegou a hora de você planejar o contrato. O documento é essencial na garantia dos direitos e deveres do locatário e locador. Portanto, fique atento e seja específico nos termos.

Pense no prazo que você deseja para aquele contrato; estabeleça quem ficará responsável pelo pagamento de impostos (como o IPTU) ou taxas do condomínio. Também estabeleça como será a garantia locatícia e o seguro daquele imóvel. Conheça os planos oferecidos pela InMediam Garantia Locatícia.

3 – Segurança locatícia

Depois de estabelecer as cláusulas, chegou o momento de definir de que forma será feita a garantia daquele contrato. Há meios tradicionais como estabelecer fiadores ou fazer o depósito caução, mas nestes dois modos há necessidade de um burocracia e com o tempo o valor depositado pode ficar defasado ou não cumprir as despesas do atraso daquele aluguel.

Por isso, pense em formas modernas e seguras como o serviço oferecido pela InMediam. Com esse serviço, 100% on-line você garante até 30 vezes o valor declarado (valor do aluguel + condominio + IPTU/12) – a depender da cobertura contratada – e não se preocupa em ter que cobrar ou esperar prazos. É um sistema seguro, prático e simples, conheça a InMediam.

4 – Seguro incêndio

Ninguém espera que o imóvel seja atingido por um incêndio ou qualquer outro tipo de risco, mas prevenir é sempre o melhor remédio! Contrate um seguro incêndio para evitar dores de cabeça! Por um preço acessível você protege todo o seu investimento no imóvel.

Além disso, a lei do inquilinato estabelece que é obrigação do locatário pagar o seguro incêndio. Além da proteção do imóvel, há planos que garantem serviços básicos como cuidados com encanamentos, chuveiro e outros. Veja mais um pouco sobre seguro incêndio e sua importância.

5 – Mantenha o diálogo

Seja sempre aberto ao diálogo! Deixe seu telefone disponível para a imobiliária e para o locatário, assim, você pode construir um relacionamento de confiança com quem está no seu imóvel.

Depois do contrato fechado, entre em contato com o locatário e demonstre que está aberto a dialogar, caso seja necessário. Também se mantenha em contato com a imobiliária para que você sempre seja comunicado, caso haja algum problema. Para as imobiliárias veja dicas de como se relacionar com o locatário pelo Whatsapp.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.