Aluguel de imóveis sem fiador! É verdade esse “bilete”?

Hoje em dia, existe a opção de fazer o aluguel de imóveis sem fiador, porém, a maioria das pessoas ainda não sabe sobre isso. Dessa forma, na hora de alugar uma casa ou apartamento, é comum que as condições pareçam um pouco complicadas.

Além disso, ainda tem as dores de cabeça e transtornos quando a pessoa já perguntou para todos que conhece e ninguém parece ter condições de ser o fiador. Mas, já não é preciso preocupar-se com esse problema, pois há outros métodos que não necessitam de fiador.

Ficou curioso para saber mais sobre o assunto? Basta continuar com essa leitura!

Aluguel de imóveis sem fiador

Aluguel sem fiador
Alugar sem fiador é com a InMediam! | Foto: Pexels

No momento de alugar, é preciso apresentar ao dono garantias de que os aluguéis serão pagos em dia, assim como o bem será devolvido nas mesmas condições que estava no dia em que foi locado.

Dessa forma, caso haja algum problema durante o período do contrato, a garantia é acionada para que o proprietário evite prejuízos. O principal objetivo dessa garantia é diminuir os riscos para o proprietário do imóvel durante a negociação.

Logo, o valor do aluguel e de todos os outros juros também são reduzidos. Mas, esse tipo de garantia também acaba sendo benéfico para o inquilino, no fim das contas.

Não muito tempo atrás, a forma de garantia mais comum e usada era o fiador. De modo geral, fiador é uma pessoa que assume para si as responsabilidades de pagamento dos aluguéis em atraso ou danos ao imóvel, quando o inquilino não pode arcar com essas despesas.

No entanto, é muito difícil encontrar alguém que cumpra essas exigências, aliás, a pessoa fica até constrangida em pedir alguém para ser o seu fiador. Além de ser um grande compromisso financeiro, não são todas as pessoas que têm recursos o suficiente para oferecer esse suporte.

A boa notícia é que o mercado evoluiu nos últimos anos e, agora, as imobiliárias já aceitam outras alternativas para conseguir o aluguel de imóveis sem fiador, que servem para proteger o dono do imóvel caso o inquilino não pague o aluguel em algum momento.

Veja logo abaixo quais são as garantias de locação mais usadas hoje em dia para fazer o aluguel de imóveis sem fiador.

1. Caução

Também chamada de depósito, nesse modelo de garantia, o inquilino deixa em posse do proprietário uma quantia que equivale até 3 vezes o valor do aluguel. Quando o contrato chegar ao fim, se estiver tudo de acordo com o combinado, o valor é devolvido com a devida correção ao inquilino.

Porém, caso tenha algum dano ao imóvel ou aluguel atrasado, o valor fica na conta pessoal do dono do imóvel para cobrir alguma dívida. Essa é uma opção para aqueles que têm algum dinheiro guardado ou contam com mais tempo para se organizar.

A principal vantagem da caução é que trata-se um depósito único, o que não afeta o orçamento a longo prazo.

2. Seguro-fiança

Funciona como uma espécie de contrato firmado com uma seguradora que, por sua vez, garante ao dono do imóvel o pagamento dos aluguéis, se o inquilino não conseguir pagar.

Mas, para isso, é preciso que o inquilino pague uma anuidade, que pode parcelar. No entanto, o inquilino não recebe de volta, como no caso do depósito de caução. Essa também é uma opção bem comum e mais acessível, pois oferece garantia ao proprietário.

Para aqueles que têm uma renda razoável e podem pagar a anuidade em dia, pode ser uma boa opção, especialmente se não tiver o dinheiro necessário para a caução.

3. Fundos de investimento

Aluguel sem fiador
Foto: Pexels

Outro modo de garantir o pagamento dos aluguéis é através da aquisição de fundos de investimento no nome do dono do imóvel. Da mesma forma que o depósito, esses fundos retornam para o inquilino depois do fim do contrato.

O lado bom são os rendimentos que eles fornecem, tendo em vista que todo mês, esses fundos geram algum rendimento. Que por sua vez, se baseiam conforme o fundo escolhido e no período no qual ocorre o investimento.

Dessa maneira, é possível obter uma cobertura maior em relação ao seu valor inicial depositado. E, caso tudo ocorra bem até a data de vencimento, tem grandes chances de conseguir um bom fundo de reserva para a próxima mudança, por exemplo.

Mas, tenha em mente que tudo irá depender de escolher o fundo de investimento certo, caso contrário terá riscos de perder o dinheiro.

4. Título de capitalização

Semelhante a opção acima, os títulos de capitalização são obtidos pelo inquilino em nome do dono do imóvel, e também são devolvidos após o término do contrato.

Apesar de oferecerem um bom rendimento, não são tão vantajosos, quando comparados com os fundos de rendimentos. Pois, acontece uma espécie de “economia programada”.

Uma vez a cada certo tempo, na maioria das vezes, uma por mês o banco faz a compra automática do título. Enquanto isso, o inquilino concorre a prêmios relacionados a ele, e ao terminar o contrato, o título é vendido e todos os pagamentos retornam ao inquilino.

Ou seja, funciona como um método que força o hábito de economizar, mas, os ganhos mais altos só acontecem por sorteio. Ou seja, não é algo que tem muitas garantias.

5. Cartão de crédito

Uma das mais recentes e fáceis garantias de locação é em relação ao limite do cartão de crédito. O método de funcionamento é bem similar com o seguro fiança, no entanto, sua aprovação é mais ágil e tem menos burocracias, podendo ser feito até on-line e em poucos minutos.

Nesse método, o dono do imóvel irá avaliar com base no seu limite do cartão de crédito, se você tem um limite a vista maior que quatro vezes o preço do aluguel. Sendo assim, é possível fechar o contrato sem fiador.

É um dos métodos mais rápidos e fáceis, tendo em vista que pode ser feito quase instantaneamente com apenas um documento de identificação. Por isso que a procura pela análise de crédito tem aumentado entre os interessados em alugar imóveis.

Além de ser um processo seguro, é também uma forma de reduzir os riscos que envolvem os contratos de locação. Para o locador, é possível conhecer mais rápido o perfil do futuro inquilino para avaliar se é uma boa escolha.

Mas, é preciso ficar atento ao usar o seu cartão durante o período de aluguel. Pois, caso ocorra algum problema, você irá precisar dele para cobrir os danos e perdas.

Aluguel sem fiador com a InMediam

A InMediam é, sem dúvida, uma das melhores opções para realizar aluguel de imóveis sem fiador. A empresa surgiu com o compromisso de revolucionar o mercado imobiliário ao eliminar a necessidade de se ter um fiador para alugar um imóvel.

O principal objetivo é tornar mais simples e automatizar o processo de locação de imóveis com inovação e tecnologia. Com base na experiência de seus sócios fundadores nos mercados financeiro e imobiliário, tornou-se possível construir uma solução eficaz para o locador, imobiliária e locatário.

Como funciona?

Aluguel sem fiador
Com a InMediam é fácil, rápido e sem burocracia.

Na InMediam funciona da seguinte forma, você escolhe o imóvel que deseja alugar, vai até uma das imobiliárias parceiras e solicita a garantia da InMediam em seu contrato de locação, tudo rápido e prático, além de ter mais segurança.

Além disso, você pode fazer a contratação de forma 100% on-line, com as menores taxas do mercado e poderá pagar com cartão de crédito, boleto bancário ou pix. E, ainda, você poderá ter um reembolso de parte do valor que pagou.

A imobiliária insere os dados do imóvel, locatário, e do contrato de locação na Plataforma InMediam para avaliar e aprovar o cadastro. Ao aprovar, o Locatário irá receber um e-mail com o resumo de sua solicitação e um link para aceitar os Termos e Condições Gerais dos Serviços InMediam.

Planos e coberturas InMediam

Depois é só pagar a Taxa Alfa (Taxa de Avaliação) e TAXA INMEDIAM (taxa mensal). Basta conhecer os planos disponíveis e escolher o que mais se adequa ao seu perfil e necessidades. Há dois planos diferentes na InMediam.

  • COBERTURA CLÁSSICA: a InMediam garante até 20 vezes o valor declarado na contratação dos planos Fiança e Custódia;
  • COBERTURA PLUS: a InMediam garante até 30 vezes o valor declarado na contratação dos planos Fiança e Custódia.

No Plano Fiança, tanto em uma quanto em outra cobertura, existe a possibilidade de reembolso de parte do valor pago à InMediam. Mas só para quem se manteve adimplente com todas as exigências firmadas no contrato de locação.

Já no Plano Custódia em ambas as partes, o locatário irá receber de volta, após o fim do contrato de locação, o valor deixado em custódia corrigido pela TR (Taxa Referencial).

Conclusão

Aluguel sem fiador
Foto: Pexels

Saber quais são as principais diferenças entre as opções de garantia é crucial para quem quer encontrar um aluguel de imóveis sem fiador. Em especial por intermédio de uma imobiliária.

E vale lembrar também que, por lei, o dono do imóvel não pode exigir mais de uma garantia em um único contrato.

Alguma dúvida?

Deixe o seu comentário e compartilhe também com seus amigos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.