Como realizar a vistoria do imóvel de forma rápida e eficaz?

A vistoria de imóveis é um processo importante que serve para preparar um imóvel para locação. Apesar da maioria dos clientes subestimar a importância da vistoria, quem atua no ramo sabe o quanto essa etapa é essencial.

Vistoria do Imóvel

Afinal, a vistoria serve para atestar as condições do imóvel antes que ele seja entregue ao novo inquilino. Trata-se de um processo cujo intuito é evitar que ocorra certos prejuízos e problemas entre o locador e o locatário.

No entanto, na maioria das vezes esse processo acaba demorando um pouco mais. Caso queira conhecer algumas dicas para fazer a vistoria de um jeito mais rápido e eficaz, continue lendo esse conteúdo!

Vistoria de imóveis

De modo geral, a vistoria de imóveis leva em conta toda a sua infraestrutura. O ideal para o corretor é que essa análise faça parte do contrato de locação entre o proprietário e inquilino.

De forma que funcione como uma espécie de laudo que indica as atuais condições do imóvel em detalhes. Incluindo os seus defeitos, estado de conservação, o que é novo, o que precisa de manutenção, etc.

Levando em conta que os contratos imobiliários envolvem grandes valores e possuem um prazo longo de duração, é crucial que a integridade do imóvel esteja alinhada com as expectativas dos clientes.

Ou seja, é uma etapa mais do que essencial para garantir as atuais condições do imóvel em que o locatário e locador encontrou o imóvel. Além de garantir a satisfação do cliente, também garante a idoneidade da imobiliária.

Confira logo a seguir mais sobre o assunto para entender um pouco sobre esse processo e como otimizar a vistoria de um imóvel para agilizar o trabalho.

A importância da vistoria de imóvel para locação

Como dito acima, o objetivo da vistoria de imóveis é atestar as suas boas condições de uso. É como se fosse uma garantia para as partes envolvidas no contrato de aluguel, qual o estado que o imóvel foi entregue e recebido.

Dessa forma, caso venha a ter algum problema futuro na estrutura do imóvel, poderá ser cobrado do responsável. Além disso, a vistoria também serve para obter uma média de valor mais justa para a negociação.

Informações que não podem faltar no laudo da vistoria de imóvel

Após realizar a vistoria de imóveis de forma correta, um laudo com todos os pormenores identificados é emitido. Trata-se de um documento importante e que precisa ser bem detalhado.

Isso quer dizer que, além do relatório escrito, também deve conter fotos do imóvel. Sendo assim, o primeiro passo é identificar a propriedade com os dados relevantes, informar quando a vistoria foi feita e quais ferramentas usou.

Por falar em ferramentas, durante esse processo há alguns materiais que são indispensáveis, como por exemplo:

  • Câmera fotográfica;
  • Trena;
  • Aparelho elétrico para conferir a energia;
  • Pequena bola para averiguar os pisos;
  • Celular (caso use algum app de vistoria);
  • E, é claro, papel e caneta.

Em posse das ferramentas adequadas, o próximo passo é avaliar certos aspectos do imóvel, como por exemplo:

  • Medidas do imóvel em relação ao que consta na planta;
  • Sistema hidráulico;
  • Sistema elétrico;
  • Portas, janelas e esquadrilhas;
  • Mofo e umidade;
  • Pisos e azulejos;
  • Pintura e rachaduras;
  • Fachada e estrutura externa;
  • Entre outros.

Dicas garantir uma vistoria de imóvel mais rápida e eficaz

Portanto, agora que você já sabe que a vistoria de imóvel é um processo vital para os contratos de locação, veja logo abaixo algumas dicas úteis para obter mais eficiência e rapidez durante essa etapa!

Detalhes da Vistoria do Imóvel

1. Tenha um checklist em mãos

Sem dúvida, todos os corretores sabem que uma boa vistoria abrange uma série de fatores e detalhes, por isso um checklist torna-se mais do que essencial. Mesmo que cada imobiliária trate esse processo de um jeito diferente, a atenção para os vários detalhes, na maioria das vezes, é a mesma.

Diante desse caso, uma checklist para a vistoria reduz a chance de deixar algum ponto passar em branco e, como resultado, evita prejuízos. Dessa forma, há vários meios diferentes que se pode usar para uma checklist, tais como:

  • Planilha;
  • Tablet;
  • Aplicativo;
  • Tabela impressa;
  • Entre outros.

2. Faça uma análise detalhada da infraestrutura

Uma das etapas de maior importância da integridade geral de um imóvel é, sem dúvida, sua infraestrutura. Sendo assim, confira logo a seguir alguns dos fatores que devem estar presentes na avaliação estrutural.

Estrutura Hidráulica durante a vistoria do imóvel

A parte hidráulica, junto com a elétrica, é um dos fatores principais do imóvel, assim como também são aqueles com maiores chances de causar estragos futuros. Sendo assim, é crucial analisar possíveis vazamentos.

Para isso, será preciso identificar pontos de umidade, um dos possíveis sinais é se a pintura da parede estiver mais escura em certa parte. Além disso, o banheiro também precisa passar por uma avaliação de:

  • Torneiras;
  • Chuveiros;
  • Válvulas do vaso sanitário.

Há também outros itens hidráulicos que precisam de uma revisão, como:

  • Grelhas;
  • Torneiras em geral;
  • Escoamento do box do banheiro;
  • Canalização de esgoto;
  • Escoamento de varandas e áreas externas.

Estrutura Elétrica

A parte elétrica também pode gerar muitas dores de cabeça para os futuros inquilinos do imóvel. Por esse motivo, analise com atenção como está o estado da fiação do imóvel.

Verifique se há algum fio exposto e pontos de energia adaptados que antigos moradores do local podem ter feito. As tomadas e o funcionamento das lâmpadas também são itens que precisam ser checados.

Caso tenha qualquer sinal de curto-circuito ao ligar algum dispositivo, então é preciso registrar isso.

Estado dos pisos e forros

Fique atento quanto as condições dos passos e forros, pois são itens definitivos para os futuros inquilinos. Isso porque, o estado dos pisos e forros tendem a afetar a impressão do cliente e gerar um impacto durante o fechamento do contrato.

Sendo assim, verifique se há algum furo ou rachadura nos forros e veja como está o material dos pisos, se há falhas, desnível ou até ladrilhos soltos.

Janelas e portas durante a vistoria de imóvel

Também deve se levar em conta o estado das janelas e portas em sua checklist. É preciso avaliar se tem algum trinco, como está a vedação das janelas, se as fechaduras estão funcionando ou se estão rangendo, e se têm todas as chaves.

Revestimentos e pintura

Por fim, durante a vistoria, verifique se a pintura está em boas condições, tanto dentro quanto fora do imóvel. Aliás, as áreas externas estão mais propensas ao desgaste por estar exposta às intempéries, como sol e chuva, por isso precisam de uma atenção extra.

Já os revestimentos, mais usados em banheiros e cozinhas, também devem ser inspecionados. Desse modo, analise se há algum azulejo danificado, rachados, sem rejunte ou se há falhas no revestimento.

Vale notar que, no caso de uma vistoria de imóvel para locação, o responsável por arcar com reformas e reparos caso necessário, é o dono do imóvel. Contudo, é possível que o inquilino e o dono possam fazer um acordo para reformar o local.

Tenha atenção à mobília e aos acabamentos

No caso de imóveis mobiliados ou aqueles que têm armários e estantes embutidos, é também preciso dar uma atenção aos móveis na vistoria. Para isso, registre o estado de conservação e as características de cada móvel.

O mesmo vale para outros objetos e eletrodomésticos que tenha no local, como utensílios de cozinha, por exemplo. E não esqueça de relatar as condições do acabamento, o que inclui maçanetas, puxadores, dobradiças, etc.

Além disso, também vale incluir até informações sobre a marca fabricante desses objetos.

Fotografe os danos aparentes para registro

Uma boa dica para registrar o máximo possível de detalhes e danos visíveis no imóvel, como trincados e rachaduras, é fotografando tudo. Isso porque, as fotos são um dos melhores meios para registrar a ocorrência de qualquer dano.

Portanto, lembre-se de fotografar todas as avarias e anexar essas imagens junto ao relatório de vistoria.

Documente tudo

As fotos não são importantes apenas para registrar as avarias aparentes, mas como também para registrar o processo inteiro. Afinal, todo o processo de vistoria trata-se de fazer uma documentação detalhada.

Nesse caso, quanto mais rico em detalhes e informações esse documento for, melhor será para o processo. Portanto, não deixe de:

  • Anotar as medidas do imóvel;
  • Registrar todos os detalhes por fotos e textos;
  • Tomar nota quanto a marca dos acabamentos do imóvel;
  • Documentar todos os problemas e avarias.

Uma boa dica para tornar esse processo mais ágil e prático, é contar com a ajuda de um sistema imobiliário voltado para a vistoria, como você verá a seguir.

Conte com a tecnologia para tornar todo o processo mais fácil e confiável

Tecnologia na Vistoria de Imóvel
Foto de Ron Lach no Pexels

Nos dias de hoje, o setor de imóveis conta com soluções focadas, em especial, para o processo de vistorias. Contar com a ajuda de uma solução tecnológica, sem dúvida, agiliza e facilita todo esse processo.

Como consequência, a sua imobiliária terá um melhor aproveitamento de tempo, além de reduzir gastos e possíveis erros. Por meio dessas ferramentas, é possível registrar todos os dados necessários de um jeito bem mais simples e prático.

Conclusão

Em suma, a vistoria de imóvel é um processo crucial e que deve ser feito de forma correta e com cuidado. A boa notícia é que há boas práticas e ferramentas que otimizam essa etapa.

Desse modo, é possível realizar a vistoria de um jeito bem mais rápido e eficaz, reduzindo os custos, tempo e trabalho. Enfim, você gostou desse conteúdo? Compartilhe então com os seus amigos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.